VOLTAR
FECHAR

Av. Dorival Cândido Luz de Oliveira, 6423 (parada 63) - Monte Belo - Gravataí - CEP: 94050-000
Fones: (51) 3489-4000

Central do Assinante: (51) 3600.3636
Central de Vendas: (51) 3591.2020
Whatsapp: (51) 99101.0318
PUBLICIDADE
Tecnologia

Você caiu no golpe virtual? Veja sinais

Confira indicativos de que você foi alvo de ataque hacker ou roubo digital.

FreeImages/Divulgação
Esteja atento para golpes no computador ou celular
Tem novo golpe na praça, via WhatsApp. Vale tomar cuidado para não seguir links suspeitos nem clicar em possíveis arapucas (veja dicas), mas se você acha que já pode ter caído sem querer em algum golpe, confira sinais aos quais estar atento. Se houver motivo para se preocupar, peça ajuda de técnicos ou usuários mais avançados. Havendo indício de que você efetivamente foi vitimado por um golpe virtual, não deixe de registrar ocorrência na Polícia.

Abaixo, veja algumas coisas para as quais estar atento.



Pílula eletrônica avisa o médico

Após ingerido, medicamento emite alerta que pode ser captado por dispositivo médico e torna possível ao médico acompanhar on-line se o remédio está sendo administrado corretamente.

Divulgação
Proteus é um sistema eletrônico de acompanhamento de ingestão de medicamentos. Ele consiste de um dispositivo que é usado no peito pelo paciente e capta sinais emitidos por uma pílula ou comprimido que forem engolidos. O Proteus já estava à venda nos EUA, mas agora foi aprovada a primeira pílula digital associada a um medicamento que pode ser captada por ele
As autoridades federais americanas autorizaram a comercialização do primeiro comprimido eletrônico, capaz de indicar se o paciente tomou o remédio e quando tomou. Um sensor inserido na pílula emite um sinal que permite determinar a hora e a data em que ela foi ingerida, informou a Administração de de Medicamentos e Alimentos (FDA) em um comunicado.

Este sistema de rastreamento foi autorizado para um tratamento contra a esquizofrenia, manias agudas e trastorno bipolar. Trata-se do aripiprazol, comercializado sob o nome de Abilify desde 2002. A versão eletrônica se chama Abilify MyCite.

Uma vez ingerida a pílula, seu sensor, composto de cobre e silício, emite um sinal elétrico ao entrar em contato com os líquidos do estômago. Depois de alguns minutos, esse impulso elétrico é captado por um patch colocado no tórax. O patch, que deve ser substituído toda semana, transmite, então, a informação para um aplicativo que permite aos pacientes comprovarem a ingestão do medicamento em seu celular.

Os pacientes também podem permitir o acesso de seus médicos ao sistema através de um site. "É possível rastrear a ingestão de medicamentos receitados, pode ser útil para pessoas com enfermidades mentais", afirmou o doutor Mitchell Mathis, diretor da divisão de tratamentos psiquiátricos do Centro de Pesquisa e Avaliação de Medicamentos da FDA.

Mas a FDA assinala que este sistema de rastreamento ainda não demonstrou capacidade de melhorar a ingestão regular de medicamentos. O Abilify MyCite é comercializado pelo grupo farmacêutico japonês Otsuka Pharmaceutical Co., enquanto que o sensor e o patch são fabricados pela americana Proteus Digital Health.


Novo Firefox Quantum é mais rápido que o Chrome

Atualização do browser da Fundação Mozilla alega ser mais rápida que o navegador do Google.

Reprodução
Tela do novo Firefox Quantum no site dedicado da Fundação Mozilla
A Fundação Mozilla lançou nesta terça-feira (14) o Firefox Quantum, novo modelo de browser. O navegador, conforme o fabricante, seria até 30% mais leve que o Chrome, do Google, e capaz de carregar páginas duas vezes mais rápido que a versão anterior do Firefox.

Usuários do Firefox com atualização automática já ganharam o Quantum assim que inicializaram o navegador a partir desta tarde. Outros podem ter que acionar a atualização automaticamente, ou mesmo baixar o novo, conforme a configuração de rede e segurança. Quem já for usuário vai ter tido importados automaticamente Favoritos, Autocompletar, Senhas e Histórico.

A Fundação Mozilla diz que o Firefox Quantum, além de carregar páginas mais rápido e ocupar menos memória no computador, também tem recursos inteligentes para economizar tempo, como mecanismo mais responsivo para alternância entre abas abertas, e visual mais enxuto. Alguns recursos ficaram mais fáceis de usar, aproximando-se de serviços oferecidos pelo Chrome, como a navegação privativa (ela não deixa rastros, apagando arquivos temporários e sumindo do histórico) e a proteção contra rastreamento (útil para impedir que adwares se instalem à revelia do usuário).

Há alguns recursos novos. O Pocket permite salvar versões reduzidas de páginas, para visualização posterior em qualquer dispositivo. E as capturas de tela ou screenshots ficaram mais intuitivas e fáceis de compartilhar, já de olho na dinâmica de redes sociais. "Preparado para a próxima geração de jogos, o Firefox já tem suporte ao WASM e WebVR. Sem instalações adicionais necessárias", diz o material explicativo da Mozilla. Há também um ícone para a Biblioteca, onde estão, justamente, screenshots, versões pocket e arquivos descarregados.

Segue sendo possível personalizar o Firefox. O Quantum oferece até temas configuráveis, além da adaptabilidade da barra de ferramentas e das extensões (que, por sinal, são nativas do navegador, tendo sido posteriormente copiadas pelas versões da Microsoft e Google).

Um detalhe que sempre tornou o Firefox simpático é realçado pelo material de lançamento da Mozilla: "Mais importante do que parece. Você sabia que o Firefox é feito pela Mozilla, uma organização sem fins lucrativos? A organização mantém a Internet saudável através de programas que apoiam a educação de crianças em tecnologia, cria confianças através de fatos reais, traz civilidade às seções de comentários e muito mais."

A Mozilla foi criada depois que o Netscape Navigator, primeiro navegador de sucesso na Internet, foi escanteado pelo Internet Explorer da Microsoft, ainda nos anos 90. Inviabilizada comercialmente, a Netscape passou seus planos para código aberto, tendo sido criados os navegadores Mozilla e Firefox. O Internet Explorer (hoje Edge, no Windows 10) acabou sendo suplantado pelo próprio Firefox, que, entretanto, pouco tempo depois perdeu espaço para o Chrome, que também tem imagem de descolado e vinha associado ao Google, do qual herdou a imagem de eficiência. 

O Firefox Quantum chega para PC, Mac e Linux.

Como um drone fechou o aeroporto de Congonhas

Alguns voos que iam para a capital paulista tiveram que ser desviados entre as 20h15 e as 22h30.

Reprodução/Força Aérea
Drone, em imagem de arquivo. Um aparelho voador não tripulado, de modelo não especificado, teria sido o responsável pelo fechamento do aeroporto de Congonhas na noite deste domingo

(Com informações da Agência O Globo)

A Polícia Federal vai abrir um inquérito para investigar a origem do drone que invadiu a pista do aeroporto de Congonhas, em São Paulo, na noite deste domingo, interrompendo as operações do terminal por cerca de duas horas e obrigando o desvio de 34 voos para os aeroportos de Guarulhos, Campinas, Ribeirão Preto, Galeão e Curitiba.

A PF informou o inquérito será instaurado pela Delegacia da Polícia Federal de Congonhas "com objetivo de identificar o objeto e o responsável por ele", para investigar o crime previsto no artigo 261 do Código Penal, que trata exposição a perigo de "embarcação ou aeronave, própria ou alheia", ou prática de "qualquer ato que impeça ou dificulte navegação marítima, fluvial ou aérea". As penas previstas são de dois a cinco anos de prisão.

Sobre o incidente de domingo a Polícia Federal disse que "pilotos da aviação comercial, que deveriam pousar naquele local, visualizaram um veículo aéreo não tripulado e informaram a torre de controle". Em seguida, diz a nota, foi acionado o Centro de Operações de Emergência da Infraero, a PF e a Polícia Militar. No entanto, apesar de sobrevoo feito pelo helicóptero da PM e de buscas em terra por agentes federais, nada foi encontrado.

A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), reiterou que aguarda informações das forças policiais as informações sobre a identificação do autor das infrações, "para que ele também possa ser punido pela agência no âmbito administrativo". É atribuição da ANAC classificar e registrar drones em funcionamento, além de estabelecer regras sobre o seu uso e treinamento para pilotos, "quando aplicáveis". Irregularidades em relação ao cumprimento da norma da ANAC são passíveis de sanções previstas no Código Brasileiro de Aeronáutica.

O Brasil tem hoje 14.909 drones de uso recreativo e 9.386 de uso profissional cadastrados pela ANAC. No estado de São Paulo, onde fica o aeroporto de Congonhas, há 8.607 equipamentos cadastrados pela agência.

O TRANSTORNO

Alguns passageiros que passaram pelo aeroporto de Congonhas, São Paulo, na noite deste domingo (12) enfrentaram transtornos. Entre as 20h15 e as 22h30, de acordo com informações do portal G1, a pista permaneceu fechada para pousos e decolagens, por causa de um drone avistado no espaço aéreo restrito. Alguns voos previstos para pousar em Congonhas tiveram que ser desviados, e houve voos cancelados.

Passageiros a bordo de aviões que se aproximavam de Congonhas relataram pelas redes sociais que foram comunicados pelos pilotos que um drone havia sido avistado voando no espaço aéreo restrito do aeroporto, e que por segurança os aparelhos iriam adiar o pouso. Em alguns casos, os voos foram desviados para aeroportos próximos. Houve filas.

Conforme informações do G1, a Polícia Militar e até a Polícia Federal participaram das buscas pelo drone que foi avistado e por seu piloto. O resultado das buscas não foi divulgado. Às 22h30 o aeroporto foi reaberto e normalizou seu funcionamento.