Publicidade
Cotidiano | Gente ESTADOS UNIDOS

'Bebê do Nirvana' processa banda por pornografia infantil

Spencer Elden pede indenização de 150 mil dólares (cerca de R$ 787 mil) a cada uma das partes e quer que seu caso seja analisado por um júri

Publicado em: 25.08.2021 às 10:58

Spencer Elden, 30 anos, apareceu aos 4 meses de idade na capa do disco "Nevermind", do Nirvana. Hoje, ele processa a banda e alega que foi explorado sexualmente quando criança. 

Bebê do Nirvana, que foi capa do disco Nevermind, processa banda por exploração sexual Foto: Divulgação

Conforme publicação do The Guardian nesta quarta-feira (25), o processo aberto na Califórnia, Estados Unidos, cita diversas partes e conta com 15 réus. Entre eles, membros da banda e até Courtney Love - viúva de Kurt Cobain. Além disso, a gravadora que lançou e distribuiu o disco nas últimas três décadas também aparece no processo. O álbum foi lançado no ano de 1991. 

Na época, a imagem de Elden, um bebê de poucos meses nadando nu numa piscina e perseguindo uma nota de um dólar, tornou-se uma das capas de disco mais famosas e reproduzidas de todos os tempos. A justificativa do homem é que a foto constitui um crime de pornografia infantil.

Elden reivindica uma indenização para reparar, como diz a ação, “os danos que sofreu e continuará sofrendo por toda a vida; sofrimento emocional extremo e permanente com manifestações físicas".

O valor da indenização que ele pede é de 150 mil dólares (cerca de R$ 787 mil) de cada uma das partes e quer que seu caso seja analisado por um júri.

Os advogados de defesa apontam que houve "exploração sexual infantil comercial, desde quando Elden era menor de idade até os dias atuais". Eles ainda afirmam que a imagem faz com que Elden se assemelhasse a "um trabalhador do sexo - agarrando-se por uma nota de um dólar".

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.