Publicidade
Cotidiano | Tecnologia BRDE LABS

Programa do BRDE em parceria com a Feevale apresenta startups que serão aceleradas

Apresentação aconteceu em um talk com participação do governador Eduardo Leite e do reitor da Universidade Feevale, Cleber Prodanov

Publicado em: 27.08.2021 às 16:33 Última atualização: 27.08.2021 às 16:36

As startups do Rio Grande do Sul que terão o seu desenvolvimento acelerado na segunda edição do programa BRDE Labs foram apresentadas na última quinta-feira (26). A iniciativa é do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) em parceria com a Universidade Feevale que, por meio do Feevale Techpark, será responsável pela metodologia e condução dos trabalhos do programa em 2021.

O programa selecionou 15 projetos do Rio Grande do Sul nas áreas de saúde, tecnologia da informação, agronegócio, IoT e Indústria 4.0, dos quais 14 participarão do processo de aceleração no Feevale Techpark. São eles: 2metric, Agidesk, AlterVision, Crops Team, Goclin, Latos, MaxxIntelli, NeedDigital, Nurseme, Pix Force, Prosumir, StartLearning, Zeit e Ziel Biosciences. A AuRos Robotics ficou como suplente, podendo assumir uma das vagas em caso de desistência de alguma selecionada.

Na foto, da esquerda para a direita: Leany Lemos, Eduardo Leite, Daiana de Leonço Monzon, Cleber Prodanov e Luís Lamb Foto: Caroline Souza / Universidade Feevale
A apresentação das startups aconteceu em um talk com participação do governador Eduardo Leite; do reitor da Universidade Feevale, Cleber Prodanov; do secretário de Estado de Inovação, Ciência e Tecnologia, Luís Lamb; e da presidente do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), Leany Lemos. Com mediação da diretora de Inovação da Feevale, Daiana de Leonço Monzon, o evento foi transmitido do Hub One Porto Alegre, unidade do Feevale Techpark na capital do Rio Grande do Sul.

O reitor Cleber Prodanov lembrou do papel da Universidade no processo que congrega as instituições e ecossistemas para promover a inovação. “O conhecimento chega por meio da inovação, do movimento de empresa, da renda, de uma sociedade muito mais harmônica e, principalmente, com uma visão de futuro. E o futuro se faz com universidades fortes, pesquisas científicas, transferência de conhecimento, ecossistemas de inovação e com cooperação, principalmente na chamada tríplice hélice, parceria entre governos, universidades e empresas. Que possamos fazer parte deste processo de criação, aceleração e transformação de empresas. Nós somos uma universidade do século XXI para pessoas do século XXI e isso passa muito pelo conhecimento”, declarou.

O governador Eduardo Leite encerrou o talk citando o lema que guia o Governo do Estado: “novas façanhas”. “Em primeiro lugar, para o RS parar de discutir a crise. Queremos falar de soluções, do que pode mover o RS para o futuro. A gente olha para o passado com orgulho do que fizemos, mas também para o presente com orgulho do que estamos fazendo, dos ecossistemas de inovação, das nossas universidades, do capital humano que esse Estado tem e, a partir disso, das perspectivas e do futuro que a gente consegue enxergar. Por isso que a diretriz de governo, incluindo o BRDE, é de ser alavanca para potencializar e dar escala à inovação que vem da sociedade, de forma a gerar mais emprego, renda, movimentação da nossa economia e melhoria de vida da população”, completou.

Aceleração em quatro meses

Voltado à aceleração de startups, o BRDE Labs tem como foco a gestão e a estruturação das empresas, de forma a alavancar recursos futuros ou parcerias que contribuam para o seu êxito operacional.

A etapa de aceleração, que corresponde à terceira fase do programa, vai se iniciar no dia 31 de agosto e terminará em 21 de dezembro deste ano, durante o evento BRDE Labs Demoday. Durante esse período de quatro meses, as startups serão contempladas com as fases de validação, product market fit, go to market, crescimento e monitoramento e mentorias, além de mentoria com especialistas, workshops de monitoramento e desenvolvimento, conexões e networking e infraestrutura de apoio no Hub One Porto Alegre. Ao final do processo, os cinco melhores projetos acelerados receberão premiação em dinheiro. 

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.