Publicidade
Botão de Assistente virtual
Cotidiano | Turismo Turismo

Rio de Janeiro e São Paulo unidas para promover viagens entre as duas cidades

Operadoras de turismo e governos estaduais querem estimular roteiro estendido por SP e RJ

Publicado em: 18.09.2021 às 03:00 Última atualização: 18.09.2021 às 13:12

Rio e São Paulo se juntam para promover as viagens entre as duas cidades. A novidade é resultado de uma parceria entre a Associação Brasileira das Operadoras de Turismo (Braztoa), o Rio Convention & Visitors Bureau (Rio CVB) e o São Paulo Convention & Visitors Bureau (SPCVB).

A ação de turismo foi chamada de Primavera-Verão Rio-São Paulo. O objetivo da iniciativa é incentivar que visitantes de um Estado viajem também ao vizinho, conhecendo os dois destinos.

"Dez operadores da
Braztoa criaram 55 experiências para começar em ambos os destinos. A operação do turismo já está em ampla recuperação e o setor reage rapidamente", afirmou Roberto Nedelciu, presidente da Braztoa.

Oportunidade

"Vemos nessa ação a possibilidade de fomento da economia regional e de todo o País. Todos os visitantes são bem-vindos para visitar esses destinos." Entre as dez operadoras, cinco são de Rio e São Paulo. Outras são de cidades de outros Estados, como Curitiba, Florianópolis e Salvador.

O SPCVB e o Rio CVB reforçaram que houve investimentos do setor nos protocolos de segurança e ressaltaram a importância desse mercado regional, especialmente neste momento em que muitos turistas ainda não estão viajando tanto para o exterior.

"A gente levava muitos recursos do Brasil para fora. Agora, se deixar aqui, pode fomentar a economia", disse Carlos Werneck, presidente do Rio CVB.

"A retomada das viagens pode começar por esse roteiro: são só 400 quilômetros, seis horas de carro ou 1 hora de avião", disse Toni Sando, presidente do SPCVB. (AE)

 

Planos

"Um tempo atrás existia para estrangeiros um passe por US$ 100 em que a pessoa podia visitar três destinos. Por que não fazer uma coisa assim para brasileiros? Podemos tentar trazer as aéreas para negociar e tentar ver esse incentivo", disse o presidente da Braztoa, Roberto Nedelciu. A ideia ainda está sendo debatida. Por enquanto, há pacotes com agências turísticas ligadas às entidades. (AE)

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.