<<<<<<< HEAD ======= >>>>>>> producao
Informe Publicitário Ensino

Recomendações logísticas para a retomada das aulas presenciais

Publicado em: 13.09.2021 às 15:43 Última atualização: 13.09.2021 às 15:44

Especial

A área da logística é marcada por seu caráter organizacional e de resolução de problemas que remetem à organização dos mais variados processos.

A atuação de profissionais formados nesta área é extremamente ampla, de maneira que podem atuar em empresas privadas, órgãos públicos e em diversos setores da sociedade.

Ainda, o profissional em logística é sempre requisitado no mercado devido, novamente, à capacidade organizacional e metodológica que é fornecida por esta especialização profissional.

Portanto, no campo da educação, a presença deste profissional não é diferente, sendo também extremamente necessária.

Além disso, estamos vivendo um período de adaptação educacional que, certamente, pode render alguns modelos de TCC em logística educacional e projetos nesse campo, visto que podem trazer novas perspectivas para a solução de problemas para este dilema.

Com isso em mente, nesta reportagem serão analisadas algumas resoluções e recomendações do Conselho Nacional de Secretários da Educação para o possível retorno das aulas.

A logística e o planejamento de retorno às aulas

Especial

Um exemplo de um dilema de logística claro pode ser visto na retomada das aulas no nível universitário, visto que a organização para este retorno é essencial para evitar possíveis focos de contaminação e transmissão da COVID-19

Logo, é essencial que o campo da educação trace um plano logístico e estrutural para a retomada das aulas de maneira segura, de modo que alunos, professores, servidores e pesquisadores estejam completamente seguros e preparados para o retorno das atividades presenciais.

Com este desafio em mente, o Conselho Nacional de Secretários da Educação (Consed) elaborou em junho de 2020 algumas recomendações que devem ser seguidas para o retorno das aulas presenciais.

De acordo com esta resolução, a logística e as estratégias para o retorno das aulas presenciais estão agrupadas em três áreas gerais:

1. Prontidão do sistema - Disponibilidade de pessoas, infraestrutura, recursos e capacidade de retorno às funções.

2. Continuidade de aprendizado - Asseguramento de que as aulas e o aprendizado continuará de forma harmônica desde a sua interrupção

3. Resiliência do sistema - Preparar e reforçar o preparo do sistema educacional para antecipar e responder aos efeitos de possíveis futuras crises


Logo, a abertura de escolas, universidades e cursos técnicos deve ser pautada em sua capacidade de atender a estes três preceitos básicos estabelecidos pelo Consed.

Período de preparação para a retomada das aulas presenciais

O Consed trouxe, em sua resolução, além de três diretrizes principais a serem seguidas para a retomada efetiva da educação presencial, recomendações para o período de preparação para este retorno.

Estas recomendações são pautadas em um contexto de pandemia, sendo elas relacionadas ao estabelecimento de normas sanitárias pelas escolas e instituições educacionais.

Estas diretrizes devem ser consideradas e analisadas por todas as instituições de ensino antes de serem retomadas as aulas presenciais, de modo que é necessário um planejamento logístico e objetivo para este retorno.

Recomendações e medidas sanitárias a serem adotadas

Além do período de preparo das escolas para receber seus alunos, professores e servidores novamente, o Consed nos traz também algumas orientações a serem seguidas no momento em que as aulas retornarem e durante este retorno.

Recomendações e Objetivos

Instituir um comitê intersetorial
Integrar a educação, a saúde e a assistência social

Orientação prévia
Cuidados sanitários para estudantes, professores e servidores

Levantamento de grupos de risco
Manter os integrantes deste grupo em um regime remoto

Procedimentos de acolhimento
Acolher alunos, professores e servidores que necessitarem

Ainda, como medidas para a segurança sanitária dos ambientes escolares após o retorno das atividades presenciais, o Consed nos traz algumas recomendações já apontadas pela OMS e pela comunidade científica.

1. Distanciamento Social
2. Controle de temperatura de estudantes e servidores
3. Disponibilizar máscaras individuais
4. Presença de estações de higiene
5. Adequação dos banheiros e sanitários
6. Divulgação de medidas de higienização
7. Desativação de bebedouros
8. Uso de materiais descartáveis
9. Atenção ao transporte escolar
10. Reorganização dos espaços escolares

Através dos desafios impostos pela pandemia à educação, é possível observar a importância da organização logística e a necessidade de se traçar estratégias, metodologias e planos de atuação pautados em estudos, dados e também na realidade social de cada município e escola.

Portanto, apesar de a vacinação estar andando em passos largos a caminho da imunização da maior parte da população brasileira, é necessário se atentar a possíveis focos de contaminação, como aglomerações de várias naturezas.

Logo, a retomada das aulas presenciais e de outras atividades presenciais só pode ser realizada através de um planejamento claro, eficiente e bem estruturado.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.