Publicidade
Notícias | Mundo Internacional

Aeroporto de Cabul é reaberto para voos domésticos após retirada americana

A medida é mais um passo importante no controle do país pelo Talibã

Por Estadão Conteúdo
Publicado em: 05.09.2021 às 14:33 Última atualização: 05.09.2021 às 14:36

O Aeroporto de Cabul, palco da retirada de civis e militares americanos do Afeganistão nas últimas semanas, foi reaberto neste domingo, 5, depois de passar por reparos feitos por técnicos enviados pelo governo do Catar. A medida é mais um passo importante no controle do país pelo Talibã.

O terminal começou a operar voos domésticos, mas ainda sem radares ou sistemas de navegação, o que ainda torna inviável sua reabertura para viagens internacionais.

Essas viagens são importantes para viabilizar voos humanitários e a saída de refugiados do país. Apesar do retorno do aeroporto ao controle civil, o Talibã ainda enfrenta dificuldades para consolidar um governo no Afeganistão. No sábado, o grupo voltou a adiar a apresentação de um gabinete, cuja composição poderia dar pistas sobre como serão os próximos anos no Afeganistão.

Uma explicação para este atraso pode ser a situação em Panshir, um dos últimos focos de oposição armada ao novo regime. Um antigo reduto antitalibã, este vale fica a cerca de 80 quilômetros ao norte da capital e é de difícil acesso.

Desde segunda-feira (30), quando as últimas tropas americanas deixaram o país, o vale é palco de combates entre o grupo e a Frente Nacional de Resistência (FNR).

Uma explicação para este atraso pode ser a situação em Panshir, um dos últimos focos de oposição armada ao novo regime. Um antigo reduto antitalibã, este vale fica a cerca de 80 quilômetros ao norte da capital e é de difícil acesso.

Desde segunda-feira (30), quando as últimas tropas americanas deixaram o país, o vale é palco de combates entre o grupo e a Frente Nacional de Resistência (FNR).

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.