Publicidade
Notícias | Região VIOLÊNCIA

Agente de trânsito é atropelada e fica presa em capô durante fuga de motorista em Campo Bom

Homem avançou com o carro em direção à mulher no momento da abordagem; ele estava com licenciamento vencido

Por Juliana Flor
Publicado em: 10.09.2021 às 12:03 Última atualização: 10.09.2021 às 13:59

Um motorista atropelou uma agente de trânsito e seguiu em movimento com ela presa ao capô por alguns metros em Campo Bom nesta quinta-feira (9). O empresário, de 62 anos, arrancou em direção à mulher, de 27 anos, no momento em que ela conferia a placa do veículo, que estava com o licenciamento vencido.

Imagens de câmeras de monitoramento mostram agente de trânsito em cima de capô de veículo Foto: Câmera de monitoramento/Reprodução

O atropelamento aconteceu na Avenida São Leopoldo por volta das 14h40. As imagens, captadas por câmeras de monitoramento, mostram a mulher sobre o Chevrolet Montana em fuga.

Para se proteger do impacto, a vítima pulou e se agarrou ao veículo. Ela foi carregada por quase uma quadra. Somente quando ele parou, a agente conseguiu se soltar e rolou para a rua.

Apenas ferimentos leves

Apesar do susto, a agente teve apenas ferimentos leves. O diretor da Divisão de Trânsito e Transporte do município, Paulo Del Cueto, conta que ela teve lesões nos braços e no joelho. A mulher foi atendida no local pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e está bem, segundo Del Cueto.

GPS ajudou na prisão do motorista

O agressor, que não teve o nome divulgado, foi preso em flagrante por tentativa de homicídio em torno das 15 horas. Ele foi detido na Rua José de Anchieta, bairro Imigrante, após cerco da Brigada Militar.

O homem foi rapidamente encontrado porque o equipamento usado pela agente ficou preso entre o capô e o parabrisa, explica o diretor da Divisão de Trânsito e Transporte da cidade. O aparelho, que tem GPS, mostrou a localização do veículo.

Segundo Del Cueto, o homem não teria aceitado a abordagem da agente e, por isso, teria acelerado o veículo. "Ela olhou a placa vencida, chegou no motorista, falou que o veículo estava vencido e deu as instruções para o pagamento. Ela foi olhar a placa e ele falou que não ia pagar e arrancou", conta.

Na manhã desta sexta-feira (10), o homem aguardava decisão da Justiça na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) de Novo Hamburgo. O caso é investigado pela Delegacia de Campo Bom. Já o veículo foi encaminhado a um depósito do Detran. 

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.