Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Rio Grande do Sul EM ANÁLISE

Estado fará reavaliação após MS recomendar suspensão da vacina para adolescentes sem comorbidades

Remessa distribuída aos municípios na quarta-feira (15) para vacinar esse público, porém, não sofrerá alterações

Publicado em: 16.09.2021 às 16:08 Última atualização: 16.09.2021 às 16:19

A Secretaria Estadual da Saúde (SES) do Rio Grande do Sul informou que fará nova avaliação sobre a aplicação da vacina contra a Covid-19 em adolescentes de 12 a 17 anos sem comorbidades. A análise, porém, vai considerar apenas as próximas remessas de Pfizer a serem enviadas aos municípios, não contemplará as doses já distribuídas, cujo público já foi definido.

Após recomendar a imunização de adolescentes sem comorbidades, o Ministério da Saúde (MS) voltou atrás e orientou, nesta quinta-feira (16), que os Estados suspendessem a aplicação.

MS recomenda suspensão da vacina para adolescentes sem comorbidades
MS recomenda suspensão da vacina para adolescentes sem comorbidades Foto: Diego da Rosa/GES

Na quarta (15), antes da manifestação do MS, a SES distribuiu a todos os municípios gaúchos doses da Pfizer para vacinar adolescentes de 17 anos sem comorbidades. A decisão foi pactuada com o Conselho das Secretarias Municipais da Saúde (Cosems-RS) e será mantida.

Sobre os adolescentes que já tiverem recebido a primeira dose, o Ministério da Saúde orienta que os Estados deixem de aplicar a segunda. "Adolescentes sem comorbidades param com a primeira dose da Pfizer. Os que têm comorbidades completam o esquema vacinal", afirmou o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, em coletiva nesta tarde.

Argumentos

Conforme o Ministério da Saúde, a decisão foi tomada porque a maioria dos adolescentes sem comorbidades que pegam Covid-19 apresenta uma boa evolução da doença. 

A pasta também cita, entre outros pontos, uma redução na média móvel de casos e óbitos (queda de 60% no número de casos e queda de mais de 58% no número de óbitos por Covid-19 nos últimos 60 dias), com melhora do cenário epidemiológico.

Atualmente, apenas a vacina da Pfizer/Biontech tem autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para uso em adolescentes a partir de 12 anos.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.